novas


. O Grupo Inteiro (Carol Tonetti, Cláudio Bueno, Ligia Nobre e Vitor Cesar). Junto desse grupo tenho realizado uma série de colaborações para diversas instituições culturais, como MASP, Tomie Ohtake, Sesc e outras. Últimas exposições: Playgrounds 2016, MASP/Sesc Interlagos; Campos de Preposições – Sesc Ipiranga; espacialização da obra Restauro, do artista Jorge Menna Barreto, para a 32a Bienal de Artes de São Paulo.

. Intervalo em curso, parte do projeto Intervalo-Escola. Trata-se de uma escola experimental em/a partir das artes que acontece entre SP e AM entre 2016/2017. Contemplado pela 12a edição do Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais.
Com: Tainá Azeredo

. Explode! Residency, cocuradoria com João Simões para residência internacional na zona leste de São Paulo, parte da plataforma Queer City, contará com presenças como do grupo Ultra-red de NYC.

. Lab Artes Visuais Porto Iracema: orientação das pesquisas dos artistas Cecília Andrade e Allan Diniz sobre a geração de artistas dos anos 80 em Fortaleza até os dias atuais, sob a perspectiva das transformações na paisagem da cidade e os modos de praticá-la, imaginá-la, etc.

. Paço Comunidade na Ocupação Cambridge: cocuradoria da 5a edição do projeto, com Priscila Arantes. Artista convidada: Agustina Comas + Intervalo Escola

Relato crítico: À Luz dos 30 anos - Videobrasil
(clique aqui para ler na íntegra)

Resumo

Este relato contempla a escuta de 3 mesas1 de debate que ocorreram durante o 18o Festival de Arte Contemporânea SESC_Videobrasil, sob o "foco 8" dos programas públicos, denominado: "À Luz dos 30 anos".

A primeira mesa, intitulada "Videobrasil + Expoprojeção + Zanini", contou com a participação de Aracy Amaral, Cacilda Teixeira da Costa e Roberto Moreira, além da mediação de Eduardo de Jesus. Nesta ocasião os palestrantes abordaram marcos históricos para o surgimento da videoarte no Brasil. Já o segundo encontro "Exposições em Contexto", se propunha a debater as exposições de arte das três últimas décadas e suas relações com o Festival Videobrasil. Participaram desta mesa as curadoras e pesquisadoras Ana Maria Maia e Daniela Labra, com a mediação de Ana Pato. Por fim, a terceira e última mesa, intitulada "30 anos: memórias e atualizações", analisou os grandes ciclos de transformação do festival e suas relações com o chamado eixo sul geopolítico. Contou com as falas de Solange Farkas, Moacir dos Anjos, Eduardo de Jesus e Gabriel Priolli Netto. A mediação foi de Teté Martinho.

A seguir, as ideias em discussão nestas mesas serão concatenadas em uma nova conversa, um novo arranjo resumido das falas, sem a obrigatoriedade de que tenham sido realizadas juntas e na mesma sequência demonstrada acima.